Salve a nossa cultura!

Aproveitando meu ultimo post, vou começar a falar de cultura. Para você, o que é cultura? Onde adquirimos cultura? Como adquirimos? Se você disse que cultura é o que lemos, que adquirimos em livros e a maneira de adquiri-las é lendo, você é um baita de um ignorante sem cultura. Isso mesmo!

Me diga: Qual é a cultura do Brasil? Machado de Assis, Olavo Bilac, Tarsila, etc... Só isso? Sim, foram grandes mestres da cultura brasileira, mas saibam que o que eles fizeram outras pessoas fizeram anos, décadas e séculos antes na Europa. Não é cultura do Brasil, e sim cultura literária e artística mundial. Suas obras são fantásticas, mas muitas vezes são cópias de obras escritas ou pintadas muito antes... Cultura Brasileira é outra coisa. E vou começar a enumerá-las:

Bumba meu boi, Frevo, Carnaval, Samba, Bossa Nova, MPB, Capoeira, Cervejinha gelada na praia, pelada com os amigos, funk, forró, sertanejo... É meu amigo... Se você não conhece isso, você não tem cultura brasileira... Não adianta ler Machado de Assis sem ler Nelson Rodrigues. Não adianta ouvir Capital Inicial sem ouvir Sérgio Reis. Não adianta assistir WWE se não sabe lutar capoeira. Não adianta criticar o candomblé, se não sabe o que é... É a nossa cultura... E o pior: Tem gente que acha que história é cultura! História é conhecimento isolado, cultura são as práticas comum de um povo ou região. Vamos quebrar esse tabu de achar que pobre não tem cultura! Tem sim, e até mais que os ricos! Rico nenhum faz churrasco na laje, toma cerva gelada e dança um sambinha: CULTURA BRASILEIRA!

Honrem sua pátria mãe gentil, honrem o Brasil! Cultivem a nossa cultura que é tão rica e vasta! Não adianta cultivar a cultura de outros países: Eles não fizeram nada a vocês... E saibam quem faz isso tem meu total desprezo.

Viva o Brasil! Viva o carnaval! Viva o samba! Viva a capoeira! Viva nossa cultura!

5 comentários:

Henrique Santana C. disse...

interessante... contraditorio, mas interessante.

Patriotismo é algo que tem faltado no nosso país, principalmente nesse aspecto.

Muito bom, Méqui.

=)

Talita Monção disse...

Não me ofendi por causa do Assis, é mais por não conseguir analisar o funk como culto, porém é um bom texto, ótimo argumento.

Méqui disse...

Funk não é culto, é cultura!

Henrique Santana C. disse...

[anos depois]

mesmo assim, achei a argumentaçaõ meio... hm... extremista.

Talita Monção disse...

tah agora entendi a profundidade da sua ánalise, Funk é cultura (infeliz(s?)mente)aff